Anterior

Motociclista sofre acidente e morre na AL 145, em Pariconha

11/06/2018

Anterior

Próxima

Programa Moradia Legal do TJ/AL regulariza 270 imóveis em Carneiros

11/06/2018

Próxima
11/06/2018 - 16:27
Projeto leva conhecimento técnico a produtores rurais do médio sertão

Iniciativa do Campus Santana é mais um atividade de extensão abordada na série especial
Por: por Diego Alves - IFAL
 Foto: Ifal 

Quem lida com o campo certamente já ouviu falar que em tempos de seca a atividade agrícola fica inviável. Quando o contrário acontece e as chuvas caem em grande quantidade, o pequeno agricultor sertanejo também conta a dificuldade trazida pelo excesso da água: é que o equilíbrio do solo sempre será um dos ingredientes mais importantes para a receita de sucesso nas lavouras. 

Imagem 5O projeto "Extensão Rural: alternativas para o desenvolvimento do semiárido" promete somar à sabedoria popular o importante conhecimento técnico, capacitando associações e pequenos agricultores no município de São José da Tapera e regiões circunvizinhas. Coordenada pelo docente Magno Abreu, a iniciativa promete incrementar o índice de informações, aumentar o nível de conhecimento e melhorar as habilidades dos produtores rurais no médio sertão alagoano. 

Recurso natural renovável, o solo desempenha um papel fundamental na produtividade agrícola e recebe um olhar especial nessa ação extensionista do Campus Santana do Ipanema. Munindo os produtores de informação adequada, a expectativa é que os camponeses possam fazer as melhores escolhas do ponto de vista técnico, reconhecendo ferramentas úteis ao manejo do solo,  práticas de enxertia, produção de mudas e sistemas de irrigação disponíveis para as lavouras. 

Se por um lado impacto da ação é bastante positivo nas comunidades do campo, cuja agricultura é a base da atividade econômica, por outro acaba por cumprir uma importante faceta da extensão acadêmica, levando a troca de conhecimentos entre os agricultores e os bolsistas da projeto, discentes do Curso Técnico em Agropecuária. "Os projetos de extensão nos dão a oportunidade de fazer aquilo que fomos ensinados em sala de aula, unindo conhecimento teórico e prático, que nos possibilitam levar aos produtores os manejos adequados à prática agrícola", destacou Aldair Simão da Silva, um dos bolsistas da ação, ao lado de Myllena Souza.

De saída do Campus Santana, o docente Magno desenvolve três projetos de extensãoApós 4 anos de atividade no Campus Santana, o orientador do projeto, professor Magno Abreu, doutor em Agricultura, deixa a instituição para escrever uma nova história no Campus do Ifal em Batalha. "Esta semana fecho um ciclo aqui, onde criei um laço de forte amizade com alunos e colegas de casa. Minha maior realização é perceber que o Campus modificou a realidade da região, com discentes amadurecidos e crescidos profissional e pessoalmente, com os quais eu aprendi muito mais do que ensinei", destacou o docente, que sempre atuou em papéis importantes, como coordenador de curso, de extensão e do Pronatec.  

Com as técnicas ensinadas aos agricultores, a expectativa é haja aumento de produtividade, renda e qualidade de vida da população do campo. A iniciativa também volta seu olhar para o cooperativismo, visando o desenvolvimento de ações integradas, cujos benefícios se voltam para toda comunidade.Capacitação a dezenas de produtores locais leva conhecimento técnico No fim de maio, mais de 25 produtores rurais participaram de palestra sobre produção de mudas frutíferas, realizada na Secretaria Municipal de Agricultura, em São José da Tapera. O projeto segue com suas atividades até o final do ano, atendendo a mais de duzentos agricultores do médio sertão alagoano. Esta é mais uma reportagem da série especial do Campus que trata sobre os projetos de extensão.






Link:




Deixe seu comentário



Newsletter
Cadastre seu email e receba nossos informativos e promoções de nossos parceiros.